Fim à Procrastinação: 1º Desafio - Fazer a Cama

Sê bem-vinda às nossas segundas-feiras!

Como tinha anunciado no final da semana passada, hoje vamos iniciar a tomada de controlo sobre as nossas casas! Para tal, todas as segundas-feiras irá ser revelado o novo desafio da semana que deverá ser posto em prática todos os dias, salvo indicação do contrário.

Para assegurar o sucesso deste projecto, os desafios serão simples, fáceis de cumprir, sem dar então lugar a desculpas como, por exemplo, a falta de tempo. Serão pequenas coisas, fáceis de pôr em prática e, no entanto, eficazes na criação de hábitos saudáveis, na gestão de tempo e da casa.

Está então na altura de apresentar o 1º desafio!

1º Desafio: Fazer a Cama

A cama representa um dos maiores móveis da casa e aquele que ocupa mais espaço no quarto. Por isso, uma cama por fazer dá logo um aspecto muito desordenado ao quarto.

[daqui]

Em casa dos meus pais, raramente fazia a cama e as minhas justificações eram precisamente falta de tempo pela manhã porque tinha o hábito de acordar em cima da hora ou deixar-me adormecer, restando-me poucos minutos para o pequeno-almoço, para me arranjar e sair… outras vezes questionava-me para quê fazer a cama se à noite volto a abri-la para me deitar? Imagino que esta seja mesmo a questão mais comum entre as crianças e adolescentes!

Fazer a cama foi precisamente um dos primeiros hábitos que criei assim que me mudei. O meu quarto tem pouca mobília (cama de casal, duas cabeceiras e uma cómoda) e percebi que, em pouco tempo, consigo ficar com o quarto organizado, assim que faço a cama.

[daqui]

Hoje em dia, as camas são bem mais fáceis de fazer que antigamente. No outono e inverno, utilizavam-se os resguardos, os lençóis, os cobertores e a colcha que cobria, ainda, o rolo almofadado. Agora, mesmo nos dias mais frios, temos apenas o resguardo, os lençóis e o édredon. Com tão pouca roupa de cama, esta tarefa simplificou-se imenso! Não percam tempo a esticar os lençóis até ficarem impecáveis, como Sandra Felton diz “até podemos ter o gato debaixo dum édredon que ninguém dá por isso”, um pouco exagerado mas nós percebemos a ideia!


Sê sincera! Antes de leres este post, já tinhas feito a tua cama?

12 comentários:

  1. Olá!
    Pronto, admito que essa desculpa de "levanto-me a correr para ir para o trabalho" tem sido a que tenho usado. Tive um período em que tentei fazê-lo, mas não durou muito! Vou aceitar o teu desafio de pôr fim à procrastinação e vou já ali num instante fazer a cama. Falei também nisso no meu blog, para ver se arrasto mais alguém para este desafio. Em grupo é sempre mais fácil!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico muito contente por participares no desafio e agradeço imenso a referência que fizeste no teu blogue! Beijinhos

      Eliminar
  2. ainda não tinha feito, mas vou já fazer

    ResponderEliminar
  3. Não. Hoje fui trabalhar e NÃO fiz a cama. Que vergonha! Estou contigo neste desafio!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E hoje Dulce, a cama ficou feita? ;)

      Eliminar
  4. Sim!
    Fiz a minha cama precisamente por ter decidido acabar com as desculpas. Aliás, como uma delas era a dificuldade de a fazer por estar um dos lados encostado à parede, mudei a orientação da cama.

    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cristina! O teu comentário foi bastante pertinente pois a posição da cama pode interferir bastante. Claro que quanto mais fácil for uma tarefa, mais provável será criarmos o hábito de a realizar diariamente. A cama encostada à parede dá uma trabalheira para fazer! Durante muito tempo tive-a dessa forma, para ocupar menos espaço no quarto, e era uma seca fazê-la... tinha de afastar a mesinha de cabeceira, depois a cama da parede para conseguir prender os lençóis desse lado, etc. Resultado... ficava sempre por fazer! Quando mudei de casa, comprei uma cama de casal, como tenho a cabeceira da cama encostada à parede, ficou muito mais simples fazê-la. Em 2 minutos está pronta (se tanto...)!

      Eliminar
  5. Não faço logo, logo a cama quando me levanto, para arejar ou porque o marido fica muitas vezes a dormir até mais tarde, mas raramente saio de casa com a cama por fazer. Deixa-me feliz chegar a casa com o quarto arrumado:) e ando sempre a melgar o marido para as vezes em que não fica feita...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A ideia é mesmo essa! Eu também deixo a cama durante algum tempo aberta e ao sol (tenho a sorte de ter o sol a bater bem forte no meu quarto pela manhã!). Mas nunca saio de casa sem a cama estar feita :)

      Eliminar
  6. E já diziam as antigas: "Cama feita e loiça lavada é meia casa arrumada"

    ResponderEliminar
  7. Eu resolvi isto de uma maneira muito minimalista, e que é bastante comum fora de Portugal (pelo menos na minha experiencia). O meu edredom tem uma capa tipo lençol que serve como 'lençol de cima'. É muito confortável, prático e para fazer a cama apenas demoro 30 seg.

    ResponderEliminar

São os comentários que tornam o blogue num sítio especial. Partilha aqui a tua opinião. Obrigada!